Curitiba - PR 11/01/1993

Passeio de Trem pela Serra do Mar
A chegada ao Albergue da Juventude de Curitiba foi ainda no dia 10/01 por volta das 22hs. Esse Albergue está localizado na Rua Padre Agostinho, 645, Bairro de Mercês e fica a 5,7 km do Jardim Botânico, 2,6 km do  Bosque Alemão, 3 km do Bosque Papa João Paulo II e a apenas 2,1 km do Parque Barigui. Como a excursão era de ônibus não deu para visitar esses parques. Em 2009 fiz uma segunda visita à cidade e foi bastante proveitosa, contarei tudo aqui no blog, mas estou no ano de 1993 e faltam muitas viagens para chegar lá.

Pose de galã das 20h
Continuando, no dia 11/01 saímos bem cedo para o passeio de trem pela Serra do Mar de Curitiba até a cidade de Morretes, que fica a 74 km de distância, foi um bate e volta pela utilizando os trens da Serra Verde Express. O que vale nessa viagem é a paisagem da Serra do Mar e a sua vegetação ainda preservada, além claro do passeio de trem à moda antiga. Morretes é uma cidade famosa pelos seus restaurantes que vendem um prato típico da região chamado de "Barreado" [não provei]. Possui muitos casarões e assim como Curitiba suas ruas são impecavelmente limpas.
Relógio das Flores

Voltamos às 13hs para Curitiba para fazer aquele city-tour dentro do ônibus com apenas duas paradas. A primeira foi no Relógio das Flores que fica no setor histórico da cidade mais precisamente da Praça Garibaldi. O relógio tem oito metros de diâmetro e foi um presente de joalheiros à cidade em 1972. Depois das fotos o ônibus e toda a tropa partiu para a Ópera de Arame e a Pedreira Paulo Leminsk, passando em frente ao Jardim Botânico.

A Opera de Arame é um teatro totalmente construído com tubos de aço e estruturas metálicas coberto com placas de poli-carbonato transparente. A curiosidade é que foi montada em apenas 75 dias e inaugurada em 1992, ou seja, em 1993 era o que havia de mais moderno na cidade, por isso o motivo da visita.
Ópera de Arame
Ao lado da Ópera está a Pedreira Paulo Leminsk que é outra casa de espetáculos, sendo esta ao ar livre. Seus números impressionam: é cercado por padedões de rochas com 30 metros de altura, espaço de 103 mil m², capacidade para pelo menos 30 mil pessoas e o seu palco com 490 m² já recebeu gigantes da música nacional e internacional, exemplos: Paul McCartney, David Bowie, Iron Maiden, AC/DC, Ramones, Chico Buarque, entre outros. A Pedreira era ocupada por uma mineradora nos anos 40 e exceto pelo seu nome e uma caricatura desenhada na parede, são as únicas referências a um dos maiores escritores brasileiros do século passado.
Ópera de Arame
Ainda na Pedreira temos a Universidade Livre do Meio Ambiente [Unilivre], inaugurada em 1991 com a presença do oceanógrafo Jacques Cousteau e obviamente, tem o objetivo de efetuar ações em defesa do Meio Ambiente.

Ainda no final do dia depois de chegar no hotel, saí para dar uma volta na cidade a pé. Minhas condições de aventureiro eram poucas e desfavoráveis: tinha 15 anos, pouco dinheiro, estava numa cidade estranha, não existia celular e os guias sempre falavam que tivéssemos cuidado com assaltos e coisas do tipo. Nessa volta à pé, por ser verão e já serem 7:30 da noite, ainda estava claro e eu me impressionei com a limpeza da cidade. Lembro de não ter visto um papel ou qualquer outra sujeira no chão.
Curitiba é uma cidade muito limpa e civilizada e tinha o transporte público bem desenvolvido para a época, com suas canaletas exclusivas para ônibus bi-articulados que foram exemplo para cidades como Los Angeles e Nova York, pena que foi apenas um dia. Voltei ao hotel para no dia seguinte seguirmos para Blumenau.

2 comentários:

▒▓█► JOTA ENE disse...

Gostei da descrição que fazes dessas cidades acompanhado de fotografias.

Carlos Augusto [Floyd] disse...

Oi JOTA ENE, estou só começando, tem muitas cidades para contar as histórias.
Abraço.